terça-feira, 16 de maio de 2017

5º Domingo da Páscoa e Dia das Mães

No Quinto Domingo da Pascoa a comunidade se reuniu para Celebração Eucarística onde rezamos especialmente pelas mães.  Refletindo sobre as leituras e o Evangelho do dia , Padre Claudemir disse-nos  que somos chamados a reconhecer que o Espírito Santo sempre suscita homens e mulheres para que as obras do Reino de Deus não fique jamais desamparadas, digo isso porque se olhamos para a narrativa dos Atos dos Apóstolos, na primeira leitura na igreja nascente, nas primeiras comunidades quando a Palavra de Deus começa a ser anunciada começam a surgir, necessidades pontuais e específicas e o Espírito Santo vai iluminado a cada um, pois na leitura as viúvas elas estavam desamparadas precisam de um carinho, de um cuidado especial, os discípulos se reúnem e assim rezando nascem 7 homens que vão estar a serviço nesta oração deles e no nascimento daqueles 7 homens para se colocarem a serviço nasce à diaconia ou seja a nossa igreja, é uma igreja chamada a cada dia e a cada instante, a ser uma igreja serviçal, uma igreja que se coloca a serviço do irmão e da irmã, se coloca a serviço das necessidades que ali vem a cada um de nós, mas vale aqui lembrar em nossa caminhada aqui nesta terra ainda tem a certeza de que o Espírito Santo vai nos acompanhar vai nos iluminar.Muitas vezes o desânimo, a incerteza muitas vezes alguns sentimentos e situações contrárias pode vir atormentar o coração de cada um de nós, então Jesus vai lembrar que tendes fé Nele, tendes  fé em Deus, pois a certeza de que mesmo nas adversidades, mesmo nas contrariedades, o Cristo Senhor conosco esta é força e sustento para que nos encontremos a cada dia e a cada instante a nossa disposição em caminhar na Graça.
No Evangelho (Jo 14,1-12) Jesus faz uma belíssima afirmação.EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA, NINGUÉM VAI AO PAI SE NÃO POR MIM, mais uma pergunta antes surge , " Senhor, nós não sabemos para onde vais.Como podemos conhecer o caminho?", então Jesus afirma que Ele é o Caminho, em nossa vida de fé, pela esperança que temos em nossos corações,
todos nós esperamos um dia a ter atitude, ou seja alcançar a plena comunhão com Deus, e o caminho
é um só, Jesus Cristo. E para caminharmos em Jesus Cristo, passe a ter os ouvidos abertos, darmos os nossos corações sempre colocados à disposição do Cristo, buscar viver nessa da mesma forma que Jesus viveu.
Devemos lembrar ainda que quando caminhamos com Jesus devemos a cada dia e a cada instante buscar a mesma intimidade que Jesus tinha com o Pai, pois Felipe vai dizer: Senhor mostra-nos o Pai e isto nos basta, Jesus diz a ele: Felipe a tanto tempo estás comigo e ainda me pedis isso.
Se nós abrirmos o nosso coração e caminharmos no caminho que é o próprio Jesus, e a cada dia nos esforçarmos para viver sua Palavra, também nos vamos ganhar intimidade com Deus que é Pai de todos nós e assim vamos nos moldando a cada dia Bons cristãos e boas cristãs. E muitas vezes corremos o risco de participar da igreja, de ouvirmos a Palavra e ainda não conhecermos Jesus. Que n abre Eucaristia que celebramos, ao comungarmos o Corpo e o Sangue do Senhor possamos abrir o nosso coração e deixarmos conhecer o Cristo, pois quando nos deixamos conhecer, nós o conhecemos  mais profundamente, pois experimentamos a sua Graça e a sua Misericórdia. Nesta Ocasião foi feito o sorteio da Ação entre amigos , onde com o resultado possibilitou a nos ajudar com as despesas da festa de São Benedito.













quinta-feira, 11 de maio de 2017

Missa e Trezena em Louvor a São Benedito

A Paróquia de Nossa Senhora das Graças celebrou o décimo dia da Trezena em louvor a São Benedito, cujo o tema foi ''Quem me vê- disse Jesus - vê aquele que me enviou'' (Jo 12,45).Padre Claudemir nos disse durante sua homilia, que somos chamados a olhar a grandiosidade de Deus que acredita e confia em cada um de nós, Jesus no Evangelho disse: ''Quem me enviou foi o Pai, quem me vê, vê o Pai''.
Portanto nós que pela nossa vocação batismal somos chamados a cada dia a nos tornar sobre a terra bons discípulos e boas discípulas do Senhor, somos também chamados a nos tornar bons mensageiros da Boa Nova do Evangelho, somos nós também chamados a nos tornar-nos homens e mulheres que pela vida pelo testemunho, pela postura, pela alegria de viver mostremos Deus que é Pai, o Cristo que Conosco sempre esta e o Espírito Santo que nos santifica.
Se olharmos para São Benedito para a vida dele compreendemos bem isso, na sua humildade, na sua entrega e doação de não buscar estar à frente, mas de aceitar no mosteiro ser um cozinheiro e lá na cozinha começou a dar testemunho verdadeiro da Graça de Deus, naquilo que lhe foi confiado, ele conseguiu mostrar Deus, á todos aqueles com quem convivia, e assim de cozinheiro ele se torna o superior da casa, foi um homem acima de tudo de fé, doação e entrega a Deus.
Jesus Cristo no Evangelho quando Ele dá a benção sobre os discípulos ele vai dizendo para que eles fossem a todos os lugares onde Ele mesmo o Cristo não poderia ir.Jesus nos envia a anunciar a Graça, a paz. Nos envia a ser testemunhas  da Boa Nova, testemunhas  do Cristo que vivo está no nosso meio.
A liturgia de hoje chama-nos de uma forma simples e singela a olhar um pouquinho para nossa própria história pois, Deus confia, acredita.  Deus sempre olha para nós e como nós estamos testemunhando o acreditar de Deus em nós, e em nossas vidas?
Muito nos enganamos que para sermos santos  precisamos realizar grandes milagres, não, para sermos santos primeiramente precisamos ser fiéis nas pequenas coisas do dia a dia. Pois quem não é fiel no pouco, como vai ser fiel um dia naquilo que é grande. Para sermos santos precisamos abraçar a vocação a que abraçamos, mostre a Graça de Deus no seu trabalho.
Pela Graça de Deus, quando cada irmão ou irmã olhar para cada um de nós e pelo nosso testemunho, se forem capazes de reconhecer o mínimo da Graça de Deus, talvez tenhamos dados bons passos em direção à santidade, que o Espírito Santo possa conduzir a cada um de nós para sermos verdadeiramente enviados de Deus a construirmos aqui o Reino de Deus que também é nosso.

Ao final da celebração num gesto singelo uma família de nossa comunidade entrou cantando e coroou Nossa Senhora do Rosário.
Em Tempo ressaltamos a alegria de nossa comunidade por conta da festa de São Benedito, nosso agradecimento a todos colaboradores que estão trabalhando com muita alegria e disposição para proporcionar aos visitantes um momento de encontro e amizade , degustando as delicias da comida mineira.



























domingo, 9 de abril de 2017

Semana Santa 2017

Domingo de Ramos

 Neste Domingo dia 09 de Abril celebramos em nossa Paroquia o Domingo de Ramos , com um grande numero de  fiéis junto ao Padre Claudemir  que se  reuniram  na Praça das Mães do Conjunto Habitacional  , onde se iniciou a Santa Missa e benção dos ramos e posteriormente num clima de fé e alegria aclamamos Jesus como nosso Rei com a procissão se dirigindo até a Matriz Paroquial. Na Homilia desta Celebração o Padre Claudemir levou-nos a refletir sobre a importância desta “Semana Maior” da nossa fé  onde somos convidados a refletir sofre o sofrimento ,morte e ressureição de Jesus. Disse-nos que o povo da época de Jesus esperava um rei libertador com os braços fortes e que na espada se fosse feita a revolução. Más que ao contrario das expectativas Jesus entra com humildade e mansidão e é aclamado Rei. Nós também podemos fazer uma revolução em nossa vida através da paz, precisamos deixar de “escolher Barrabás”  e optarmos em escolher sempre Jesus e seu caminho , pois todos nós , crianças e idosos tivemos ao longo de nossa vida experiências com o amor de  Jesus . Precisamos também estarmos vigilantes em relação aos nossos irmãos , pois muitas vezes fazemos como os soldados que fizeram a coroa de espinhos que coroaram Jesus , coroamos de espinhos aqueles que nos cercam , enquanto que ao invés disso devemos ser como Simão de Cirene e ajudar nossos irmãos que sofrem a carregar suas cruzes de sofrimento e aflição. Que o Espirito Santo nos ilumine nesta Semana Santa para que ao passarmos pela Cruz vislumbremos a ressurreição , concluiu o Padre. 


















Segunda Feira Santa
Nesta Segunda Feira Santa dia 10 de Abril a comunidade se reuniu na Capela Nossa Senhora da Rosa Mística no Jardim Kennedy II , para a Celebração da Santa Missa e Procissão de Nosso Senhor dos Passos. Padre Claudemir esta noite partilhou com os fiéis sua reflexão que teve durante o dia , levando-nos a imaginar como teria sido o caminho do calvário que Nosso Senhor  Jesus percorreu , carregando sua cruz rumo sua crucificação. Levou-nos a refletir como teria sido a visão e o sentimento de Lazaro vivenciado aquele que lhe devolveu a  vida agora caminhado para a morte. Qual teria sido os sentimentos de Marta e Maria vendo  Jesus , seu bom amigo que gostava de estar com elas em sua casa , para momentos de alegria e amizade , agora todo desfigurado e sofrendo sem ter nenhuma culpa ou pecado. Qual seria o sentimento do cego que Jesus lhe devolveu a visão lhe possibilitando ver a  luz , agora vê-lo a caminho da cruz? Prosseguindo a reflexão Padre Claudemir disse-nos que no caminho do calvário a cruz  será para nós sinal de salvação , contudo se fecharmos o coração seremos como Judas , trairemos Jesus , e não seremos fiéis para as coisas do reino de Deus. Que esta Noite ao caminharmos com Jesus nosso coração esteja aberto para o  revigoramento  da nossa  fé , concluiu o Padre.














Terça Feira Santa
Nesta Terça Feira Santa a comunidade se reuniu na Capela são João Batista no Jardim Kenedy 1 para Celebração da Santa Missa e Procissão de Nossa Senhora das Dores. Na Homilia da Celebração Padre Claudemir  Exortou a comunidade a elevar o pensamento na dores que Maria sofreu durante sua vida e passarmos nós em nossas dores imitando o exemplo da Mae de Jesus que não desanimava e se mantinha de pé. Quando Maria recebeu a visita do anjo que lhe traria a noticia que seria mãe de Deus, com certeza ela imaginou como seria a  vida de seu filho neste mundo, assim como as jovens de hoje que estão gravidas e imaginam como será a vida d seus filhos neste repleto de violência, desemprego drogas e tantos problemas que afligem o mundo. Ser mãe hoje não é certeza que os filhos serão felizes. Mesmo nas Dores , resta as mães de hoje a esperança de que Deus não nos desampara em nossas expectativas .Ser mãe é abrir mão de muitas coisas , pois Maria se tornou estrangeira , abril mão de suas individualidades para proteger seu filho. Maria também Perdeu Jesus por dois dias , assim  como as mães de hoje que perdem seus filhos , más nem sempre os acham . O Caminho do calvário de hoje tem outra roupagem , quando os pais choram por ver o sofrimento de seus filhos que se perdem em suas escolhas .Maria não só acompanhou o sofrimento de Jesus na cruz como o recebeu morto em seus braços. Quantos jovens de hoje morrem pela violência, drogas transito e também voltam para suas famílias para serem enterrados. Que a exemplo de Maria nos coloquemos sempre na graça de  Deus , pois em todas as nossas dores teremos o amparo Divino, concluiu o Padre.







Quarta Feira Santa
Nesta Quarta Feira Santa a Comunidade  Paroquial  se reuniu em locais   diferentes para a para a celebração da Eucaristia e Procissão do Encontro de Nossa Senhora das Dores e Nosso Senhor dos Passos. A Imagem de Nosso Senhor dos Passos saiu do conjunto Habitacional e a imagem de Nossa Senhora das Dores do Bairro  São Sebastião . Ao se encontrarem nos jardins da Matriz  Paroquial ,Padre Claudemir proferiu o Sermão do encontro , levando-nos  a refletir como foi grande as Dores por que  passaram Jesus e Maria no caminho do Calvário. Naquele caminho doloroso  , Mãe e Filho perceberam que precisavam recorrer ao olhar e amor um do outro , para que recebessem um momento de alento no momento de tamanha dor. Naquela troca de olhar , tantas devem ter sido as lembranças ao longo de suas vidas, naquele momento se fez correr em pensamento muitos anos da vida de Jesus e Maria. Que este encontro seja para nós um ponto de partida para fortalecermos nossa fé principalmente quando enfrentarmos as dificuldades e adversidades da vida. Neste Encontro no caminho do calvário aprendemos que  a vida se faz nova.
















Tríduo Pascal
Quinta Feira Santa- Instituição da Eucaristia e Lava Pés 
Nesta Noite a comunidade se reuniu na Matriz Paroquial para darmos inicio ao Tríduo  Pascal , revivendo os últimos passos de Jesus nesta terra . Na celebração Padre Claudemir convidou Doze membros do CPP , que representando toda comunidade tiveram seus pés lavados , revivendo o ato histórico de humildade e serviço de Nosso Senhor Jesus Cristo. Na Homilia desta Celebração Padre Claudemir , disse-nos que a cada Eucaristia se torna possível nossa salvação, nosso encontro com Deus mesmo nós sendo marcados com a marca do pecado. Eucaristia é serviço, é o ato de dobrarmos e servirmos os irmãos , principalmente os mais necessitados, é termos a capacidade de em gesto de humildade “lavarmos” e “beijarmos” os Pés um dos outros. Se quisermos compreender o amor de Jesus precisamos  colocarmos  a serviço, sempre em ultimo lugar, pois a verdadeira felicidade esta na gratuidade , no desinteresse em receber algo em troca. Os grandes estudiosos tentam explicar o milagre que acontece no altar , más o verdadeiro estudo que compreende a dimensão da Eucaristia esta no dobrar os joelhos , para sermos capazes de compreender que o reino de Deus é o  viver em comunidade para fazermos um mundo de caridade e justiça , concluiu o Padre. Ao final desta celebração a comunidade ficou em vigília com nosso Senhor Jesus. 




















Sexta Feira Santa - Paixão do Senhor
Na Sexta Feira  da Paixão do Senhor a comunidade se reuniu nas primeiras horas do dia para rezar e meditar sobre a Via Sacra do Senhor , meditando o sofrimento e morte de Jesus. Percorremos as ruas do Bairro São Sebastião I e II, ocasião pela qual também , Padre Claudemir , refletiu com a comunidade sobre a Campanha da Fraternidade 2017 , que trata dos Biomas  Brasileiros e Defesa da Vida.
Já as 3 Horas da tarde, horário mais importante do Dia, estivemos reunidos para a Solene Adoração da Cruz , momento Litúrgico em que temos a oportunidade de refletir o tão grande amor que Cristo tem por nós entregando sua vida na cruz para nos salvar . Na reflexão desta Celebração Padre Claudemir disse-nos que quando na cruz Jesus disse “Pai perdoai-os porque não sabem o que fazem”, esta palavras são dirigidas a cada um de nós e não somente para aqueles que estavam presente naquele momento doloroso de nosso Senhor, pois nós também muitas vezes crucificamos Jesus, quando não somos fiéis aos seus mandamentos , quando fazemos maldades com nossos irmãos e todas vezes que deixamos o pecado e a tentação tomarem conta de nossa vida. As vezes não reconhecemos Jesus como o mal ladrão que estava ao lado da cruz de Jesus e queremos sempre coloca-lo a prova de sua Divindade, ao contrario devemos ser como o bom ladrão, e dizermos sempre para que Senhor lembre-se de nós no reino Dele.  Hoje ,  Jesus no alto da Cruz ,tem sua voz ecoada pedindo ao mundo a justiça , a caridade e a paz, pois no alto do Madeiro ele ensinou-nos o que é o verdadeiro amor , e assim renovarmos nossa esperança e sede de justiça conclui o Padre.

Já a noite as 19:00 horas um grande numero de Fieis se reuniu para Relembramos o descimento de Jesus da Cruz , procissão do enterro  . Ao chegar a Procissão Padre Claudemir, disse-nos no Sermão a frene da Igreja , que a dor que Jesus sofreu foi a maior que existiu , e que esta noite a escuridão invade nosso s corações. Que ao passarmos em frente a imagem do Senhor morto e de Nossa Senhora das Dores possamos apresentar a eles todos nossos sofrimentos  e dores que afligem nossas vidas.











































Sábado  Santo - Vigília Pascal
Na Celebração da Vigília Pascal a comunidade se reuniu na Matriz Paroquial Nossa Senhora das Graças, onde tivemos a oportunidade de proclamar a Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. O Inicio da Celebração se deu na penumbra da noite ,  onde ao som da seresta as chamas do fogo novo acesso anunciava a Vitoria de Jesus sobre a morte.  Padre Claudemir em sua reflexão disse-nos que assim como a luz do Círio Pascal ilumina a noite , assim seja iluminada nossas vidas, pois sempre temos a oportunidade de renovarmos. O Evangelho nos mostra que quando as mulheres visitaram o tumulo e o encontraram vazio sentiram  desanimo e tristeza  , pois imaginaram que tinham roubado o corpo do Senhor. Assim nós também muitas vezes nos encontramos em situações de sofrimento,  pois esquecemos que Jesus ressuscitou e é o senhor da nossa vida. Devemos deixar o desanimo e a descrença de lado e anunciar que Jesus esta  vivo, e na ressureição o céu e a terra se encontram e tudo se transforma , pois quando Deus criou o mundo , Disse que tudo era bom. Que a bondade de Deus nos ilumine para que entre a morte ou vida escolhamos sempre a vida , porque somos imagens e semelhança de Deus e com sua proteção somos mais fortes para as lutas do dia a dia. Que Pascoa do Senhor seja motivo de esperança e renovação para nós, concluiu o Padre.
Já nas Primeiras Horas do Domingo a comunidade estava reunida  novamente , como aquelas mulheres que visitaram o tumulo e o encontraram vazio, para juntos Celebrarmos a Eucaristia. A comunidade saiu pelas ruas do Bairro numa bonita e florida Procissão . Ao final num gesto de união e confraternização a comunidade se reuniu para um delicioso café da manha organizado pela equipe de Liturgia.
Uma Feliz Pascoa a todos nossos Paroquianos e todos nossos Amigos.